Tainnan Almeida

Muito se pensa e pouco se faz

Posted in Geral by Tainnan Almeida on 23 de dezembro de 2008

Escuta-se que no futuro próximo haverá guerras e mais guerras. Será por causa do petróleo? Será por causa do território? Ou será por causa do terrorismo?

Um “NÃO” é a resposta para estas perguntas, guerra haverá mesmo, e sabe qual será o verdadeiro motivo? Será pela água, algo fundamental para a vida na Terra, onde são poucos os que se concientizam que ela está se acabando.

O Brasil, com certeza, pelo fato de ser um lugar com uma imensa biodiversidade, será um dos países mais procurados para obtenção de água.

Um fato atualmente tratado chama-se: “Aquecimento Global” que se dá, por meio do aquecimento da esfera terrestre. Aí se pergunta: Como haverá escassez de água no planeta se a geleira dos pólos está se derretendo?

Simples, a água doce que derrete mistura-se com água do oceano tornando-se salgada. A partir daí virá a maior preocupação: “Como ter boas condições de vida com água salgada?”

Saberá Deus! Viver num planeta onde se preocupam somente com o hoje é uma coisa infelizmente preocupante.

“Mais fácil seria convocar os agentes da ONU e dicutir o caso…” – alega diversos representantes das mais variadas nações.

Por que não, desde já, discutir por mais vezes este problema? Apenas persuadir as pessoas informando-as que as suas empresas são “100% sustentáveis” não resolve o problema, e por que ao invés disso não criam propostas de reestruturação do planeta, com isso criando formas ao menos para que o aquecimento global seja caso resolvido e extinto? Será que é difícil pensar um pouco no futuro da humanidade para que não haja extinção em massa assim como os dinossauros?

Tainnan Almeida

2007

Impunidade ou falta de vontade

Posted in Geral by Tainnan Almeida on 18 de dezembro de 2008

Num país onde existe um conflito civil relacionado à violência, tráfico de drogas, pedofilia, trabalho infantil entre outros, será que há uma punição correta para os “infratores da lei”?

Observa-se que em vários pontos não há punição sendo aplicada como se deveria. Não há possibilidade de um país como o Brasil chegar a um patamar de menor índice de corrupção tendo um poder judiciário lento e ganancioso, utilizando-se de proprina de acusados para que com isso sejam inocentados.

Neste país onde há milhões de habitantes ouve-se muito a frase: “No Brasil a lei só funciona para quem não paga pensão…”, um dito que leva muitos políticos a enormes gargalhadas. Se pararmos realmente para pensar o Brasil é um país onde existe uma impunidade imensa, pois a maior parte da população que cumpre pena são pessoas de classe baixa, ou seja,  uma boa parte representada pelos não pagandores de pensão.

Agora, onde ficam os políticos? até quando o povo brasileiro ficará à mercê de um poder judiciário que muito pouco o favorece?

São perguntas que só poderão ser respondidas pela própria nação, quando começarmos a ter um pouco mais de coragem e iniciar uma reivindicação a esta vergonha, entretanto colocando em ação a frase  que só fica em teoria: “Sou brasileiro e não desisto nunca!”.

Tainnan  Almeida